Notícias

Portuguesa em alerta contra assaltos

Jovem teve o celular roubado na calçada e Lojas Americanas foi assaltada


22/11/2019 - Edição 1964

O comércio da Portuguesa sofre com o grande índice de assaltos na região
O comércio da Portuguesa sofre com o grande índice de assaltos na região

O aumento de casos de assaltos a pedestres e lojas no bairro da Portuguesa tem preocupado a população, que transita pelas imediações. Alguns moradores das ruas Amanda Guimarães e Eduardo Nadruz também relatam assaltos no período da noite.

Na noite de segunda (18) a Lojas Americanas, localizada ao lado da agência do Banco Itaú, foi assaltada por um homem que levou celulares do mostruário e fugiu. Funcionários dizem que o prejuízo foi em torno de 7 mil reais e que não sabem dizer se o homem estava armado. O caso foi encaminhado à 37ª DP para investigação.

Esta não é a primeira vez que a mesma loja é roubada e comerciantes da região reclamam de falta de segurança. Segundo um comerciante da Portuguesa, que não quis se identificar, ele mesmo já presenciou dois roubos em frente a sua loja na Portuguesa, mas alerta que ambos a falta de atenção das vítimas facilitou o delito.

A Lojas Americanas foi assaltada na segunda (18)

— Claro que em nenhuma hipótese a vítima é culpada pelo crime, mas precisamos andar mais atentos. Na terça (12), uma moça parou para atravessar a Estrada do Galeão e ficou digitando no celular, um homem na garupa de uma moto aproveitou a distração e puxou o aparelho da mão dela, saindo em alta velocidade. Precisamos estar atentos.

A insulana Rogéria Carneiro, mora na Rua Eduardo Nadruz e disse que viu uma mulher ter sua bolsa roubada por um motoqueiro, há poucos dias. “Já eram por volta de 21h, quando a moça saiu de uma academia e foi abordada por um motoqueiro. Abriguei ela em minha casa até seu marido chegar. Esta não foi a primeira vez que coisas assim aconteceram por aqui”.

O Coronel Carlos Henrique, comandante do 17º BPM, disse que reforçou o policiamento nessas áreas e viaturas estão baseadas na Portuguesa, além disso, garantiu que foi reforçado o patrulhamento na Estrada do Galeão e na Estrada das Canárias para inibir a entrada de bandidos de outras regiões e facilitar o cerco para capturar assaltantes em fuga.