Opinião

Opinião - José Richard


Por José Richard

07/01/2022 - Edição 2074

Com o verão, as praias da Ilha do Governador voltam a ter, naturalmente, maior frequência. O calor pede um banho refrescante. E como neste ano não há proibição de banho de mar, como foi durante um período do ano passado, vamos aproveitar. 

Todavia, como as águas da Baía de Guanabara não são normalmente próprias para o banho, diante dos estrondosos níveis de poluição, é recomendável conferir a qualidade antes de colocar o pé na água. É bom dar uma olhada antes, ver se a aparência é de água limpa, transparente e sem lixo flutuante por perto ou manchas de óleo. 

As praias da Freguesia, Bica e Engenhoca costumam ter períodos mais longos de águas limpas, mas é sempre bom conferir e aproveitar o verão, com alegria e sem preocupações. 

Esse alerta sobre a qualidade das águas vem pela própria constatação, como insulano, e sobretudo pelas informações de órgãos técnicos cujas análises, as vezes, são assustadoras. Não fosse o movimento dos mares que renovam parte das águas da baía, diariamente, com água de alto mar, a baía já teria se transformado em uma sopa de bactérias.  

Esse termo, aliás, foi usado por pesquisadores da UFRJ, há cerca de três anos, que se assustaram ao analisarem as águas no entorno da Ilha do Fundão. Elas talvez reúnam as doses mais elevadas de poluição que permeia toda baía com esgoto orgânico, restos de animais, dejetos químicos das indústrias e óleo da lavagem dos porões dos navios, entre outras impurezas tóxicas. 

Com o movimento das marés, ventos e as correntezas marítimas algumas praias são privilegiadas e outras não. Exemplo ruim é a Praia de São Bento, que além de estar completamente abandonada, com a orla desmoronando e lixo na areia, está ocupada de modo desordenada por quiosques sem estrutura sanitária adequada.  

As águas dessa praia não estão boas para o banho há anos. Fica ao lado do Fundão – da sopa de bactérias –, e lamentavelmente é a pior praia da Ilha. Tinha que ter placas de advertência: Banho Proibido! 

Não vou me referir a outros locais da Ilha, mas onde as correntes marítimas renovam parte da água, sempre vale a diversão. Um bom verão!