Notícias

Moradores revitalizam a Praça do Coreto

Grupo dá exemplo com ação de recuperação de brinquedos, capina e limpeza da praça histórica


02/04/2021 - Edição 2035

Grupo de vizinhos reuniu esforços para revitalizar a Praça do Coreto, localizado no Jardim Carioca
Grupo de vizinhos reuniu esforços para revitalizar a Praça do Coreto, localizado no Jardim Carioca

O sentimento de inconformismo transformou-se em uma ação de união entre vizinhos que arregaçaram as mangas para realizar um mutirão de limpeza na Praça Manguetá, conhecida como a Praça do Coreto, localizada no Jardim Carioca. No sábado (20), eles fizeram a capina do capim alto e retirada do lixo, além de plantação de novas mudas, conserto de brinquedos e uma azeitada no visual da praça. O próximo passo do grupo de moradores é juntar recursos para pintar o coreto e os brinquedos, bastante utilizados para o lazer das crianças.

Um dos coordenadores do movimento é o insulano Ricardo Pork. Segundo ele, a inércia do poder público diante do abandono da praça fez com que a iniciativa fosse contagiando outros moradores e crescendo a ideia de promover um dia de zeladoria pela praça. Ao todo foram recolhidos, 25 sacos grandes com lixo e mato.

— Eu tentei com a prefeitura para limpar e capinar, mas sabemos das dificuldades atuais de atender as demandas e, por isso, resolvemos colocar a mão na massa. Nos incomodava principalmente o capim alto, que impedia as crianças de brincarem com liberdade, e criamos um grupo de WhatsApp para trocar ideias e tornar o local melhor para todos — conta Ricardo.

A Praça do Coreto possui uma importância histórica para a região. Inaugurada em 1936, durante muitos anos foi utilizado para festejar o carnaval e datas cívicas ocasião em que era hasteada a Bandeira Nacional. Ainda em 1936, para comemorar o loteamento de terrenos no Jardim Carioca e a promessa de asfaltamento e saneamento básico, foi realizado um evento com a presença do presidente da república, Getúlio Vargas.

— Com toda certeza, como moradores, valorizamos todo o histórico desta praça e por isso queremos ver ela sendo útil para todos nós. Ela pode ser mais do que um local de passagem. Pode voltar a ser um local de reunião de amigos para um bater um papo, de piqueniques entre amigos, de brincadeiras entre as crianças. Queremos isso para nosso Coreto e por conta disso decidimos realizar essa ação voluntária. Pretendemos realizar mais e mais — conta entusiasmado, o morador Mauro Silva, de 46 anos, morador do entorno da Praça.