Notícias

Fundão é cenário de diversos filmes

“Homem do Futuro” e “O Mecanismo” tem cenários da Cidade Universitária


05/07/2019 - Edição 1944

Cenas do filme "Loucas Pra Casar" foram gravadas na Ponte do Saber
Cenas do filme "Loucas Pra Casar" foram gravadas na Ponte do Saber

Com paisagens que permitem reviver cenários distintos, a Ilha do Fundão tem sido usada por muitos diretores de cinema como cenário para gravação de filmes e séries. Para alguns diretores, a Cidade Universitária divide o espaço com o título de Cidade Cenográfica carioca.

Em 2016, o diretor Roberto Santucci, dirigiu o filme “Loucas Pra Casar”, que foi sucesso de bilheteria e escolheu o Fundão para rodar algumas takes. Uma das principais cenas do longa foi gravada na Ponte do Saber, que liga a Ufrj à Linha Vermelha, e contou com a participação dos atores Marcio Garcia, Ingrid Guimarães e Tatá Werneck.

— Assim que recebi o roteiro, diversas cenas no Fundão já me vieram a mente. Estudei um período na Ufrj e sempre achei o espaço grande e excelente para gravações. Gravei também um outro curta-metragem, no Fundão onde recriamos alguns rios amazonenses. Para quem é criativo, o espaço é um prato cheio — disse Roberto.

Cenário do acesso ao Fundão, representou São Paulo

O filme “O Homem do Futuro”, estrelado pela atriz Alinne Moraes e Wagner Moura foi rodado no prédio da reitoria da UFRJ e as cenas reproduziram uma época antiga. No mesmo local, a Fiat, também aproveitou o cenário para gravar algumas propagandas de seus veículos.

Os diretores de séries também utilizam o Fundão. A série da Netflix “O Mecanismo” também tem diversas cenas registradas na Cidade Universitária, tanto na primeira quanto na segunda temporada, retratando diversas ruas de Curitiba, Brasília e do Distrito Federal.

Para o reitor Roberto Leher, que deixa o cargo depois de quatro anos à frente da UFRJ, a arquitetura diferenciada da Cidade Universitária facilita colocar em prática ideias criativas para as filmagens. Para ele, isto reforça a importância do Fundão, como um polo multicultural para o Brasil.

— Muitas de nossas ruas se assemelham com as vias do Distrito Federal e podem ser aproveitadas para caracterizar diversas épocas. Ao longo dos anos a Ilha do Fundão somou títulos, não apenas de ser o maior centro universitário do país, mas um espaço que serve à nação em diversas áreas.