Coluna da Aceig

Coluna da Aceig

Profissional do Mercado 4.0


Por Lani Menezes

20/11/2020 - Edição 2016

Estamos vivendo uma era de grandes mudanças e em ritmo acelerado que acaba atropelando a todos. O Covid-19 ainda é uma crise a ser vencida, mas após oito meses de convívio com esse vírus, a vida e o mercado vêm se adaptando. Para alguns especialistas estamos vivendo a era 4.0, que vai além da quarta revolução industrial, e chegando ao que chamamos de mercado 4.0, que representa o rompimento de hábitos antigos, complexos e inflexíveis para a inserção da inovação nos processos e da descentralização do poder das grandes instituições. Esse mercado 4.0 permite a competição entre os diversos tamanhos de empresas, sejam elas pequenas e medias, e prestam mais atenção às necessidades do consumidor, transformando a relação em algo mais profundo e ao mesmo tempo mais sensíveis as ações das empresas. Nesse mercado os profissionais precisam ser mais criativos, flexíveis, sensíveis ao momento e responsáveis por seu aprendizado contínuo.
O que era caminho certo no passado, pode ser totalmente tortuoso agora, sendo um desafio para as empresas e seus profissionais.

A nova era trouxe a interiorização da palavra acessibilidade em seus processos, o que eu resumo como sendo a forma fácil e diversificada de canais para o cliente entrar em contato com a marca que consome. Para isso é necessário profissionais que entreguem uma combinação de competências e habilidades para lidar com o fluxo informacional digital em tempo real e atender a demanda desse mercado.

Destaco aqui, a criatividade – criar ou mesmo reinventar conceitos e práticas se permitindo atuar em novas possibilidades, curiosidade – olhar a situação por diferentes ângulos, perguntar o porquê da situação e buscar novas alternativas para resolver, coragem – ousar fazer diferente a partir de novas analises sabendo que você não tem todas as respostas e que o outro e a equipe pode ter a resposta que você precisa, humildade – manter a consciência que o aprendizado é contínuo e o que você sabia, pode não mais servir para o momento presente e por fim, autoconhecimento – conhecer a si próprio sempre foi necessário, mas agora é essencial para viver a máxima do aprender, desaprender e reaprender.

As coisas serão diferentes nesse mercado 4.0. E, para o profissional se dar bem e se adaptar, é extremamente recomendado que não crie nenhuma resistência. Vivemos um momento de transformação comportamental, de reestruturação de valores, novos modelos de trabalho, de readaptação das relações e de transformação de negócios. Estar aberto para o novo será fundamental para a existência desse profissional no mercado atual e futuro.

Texto da consultora empresarial e coach de carreira Lani Menezes para a Associação Comercial da Ilha. Mais detalhes sobre o conteúdo: 99943-4310