Notícias

Bancários vive tensão com troca de tiros

Marinha ocupa uma das entradas do bairro para garantir segurança dos militares


18/06/2021 - Edição 2046

Militares da Divisão Anfíbia com apoio de blindados ocupam por tempo indeterminado uma das principais vias do Bancários
Militares da Divisão Anfíbia com apoio de blindados ocupam por tempo indeterminado uma das principais vias do Bancários

Os últimos dias estão sendo bem difíceis para os moradores do Bancários que estão convivendo com um clima de insegurança instaurado no bairro diante de conflitos envolvendo policiais militares e criminosos. O momento de maior susto aconteceu na tarde de segunda-feira (14) quando agentes do 17ºBPM tentaram retirar barricadas em uma das vias do bairro, que estavam dificultando o trânsito de veículos. Foi neste momento que, segundo a Polícia Militar, bandidos atacaram os militares iniciando uma intensa troca de tiros. 

No horário que se iniciou o conflito, por volta de 16h, o bairro, que possui um dia-dia bem movimentado com mercados, lojas, escolas e posto de saúde, entre outras atividades, estava bastante movimentado e muitas pessoas tiveram que correr para se abrigarem em casas e até se jogar no chão para se proteger dos tiros. Embora ninguém tenha ficado ferido, algumas pessoas contabilizaram prejuízos e tiveram seus carros com vidros estilhaçados, além das paredes de algumas casas com as marcas dos projéteis.  

— Eu moro há quinze anos aqui e confesso que não lembro de um momento tão tenso como vivi aqui nesta semana. Sem dúvidas, não estou acostumado com isso. Durante o tiroteio eu estava na Praça dos Bancários, bem próximo ao ponto final do ônibus, e lembro que por um momento tive que me atirar no chão e ficar assim até me sentir seguro para caminhar novamente. Foi bem difícil, mas graças a Deus nada de ruim me aconteceu — relatou um homem, que preferiu não se identificar.  

Diante desta situação e a proximidade da zona de conflito ao quartel do 3º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais, da Marinha do Brasil, que está localizado na Rua Magno Martins, o comandante da Divisão Anfíbia (DivAnf), Alexandre José Gomes Dória, ordenou desde terça-feira (15), uma ocupação por tempo indeterminado da Marinha na Estrada da Porteira, uma das principais vias do Bancários. Com o0 deslocamento de tanques e a presença de diversos militares fortemente armados, o objetivo é fazer o patrulhamento ostensivo e controle de trânsito de modo a garantir a segurança de centenas de militares que se deslocam pelo local todos os dias.  

— No fim de semana passado e no início da segunda-feira identificamos agentes perturbadores da ordem pública com fuzis, colocando barricadas na Avenida Doutor Agenor de Almeida Loyola, fato veio comprometer a segurança local, dos militares, além do acesso ao nosso complexo naval, já que utilizamos diariamente o Portão das Pixunas, que passa por essa via. Enquanto houver essa quebra de segurança, continuaremos na rua para provermos a segurança de nosso pessoal — disse o comandante.