Notícias

Aumento de furtos assusta comerciantes

Nas últimas semanas, bandidos agiram em prédios comerciais e lojas


14/05/2021 - Edição 2041

Nos últimos dez dias, um prédio comercial, em frente ao Hipermercado Extra, e a American Pet foram assaltados na Estrada do Galeão
Nos últimos dez dias, um prédio comercial, em frente ao Hipermercado Extra, e a American Pet foram assaltados na Estrada do Galeão

Diversos furtos e roubos ocorridos em prédios comerciais e lojas localizadas nos bairros da Portuguesa e Jardim Guanabara, nas últimas semanas, têm preocupado os insulanos e causado enormes prejuízos aos comerciantes. Uma das ações que mais chamaram atenção até pela movimentação da polícia militar, que chegou a fechar parcialmente a Estrada do Galeão, ocorreu na loja American Pet, próximo ao McDonald’s, na noite de sexta-feira (8), quando dois bandidos disfarçados de motoboys renderam funcionários da loja e levaram o dinheiro do caixa e notebook causando prejuízo avaliado em R$ 5 mil.

De acordo com a gerente da American Pet, Bruna da Hora, tratou-se de um roubo premeditado, já que os dois criminosos foram reconhecidos pelos funcionários da loja e chegaram a entrar horas antes do delito como clientes para averiguar como funcionava a rotina do estabelecimento e assim ter a melhor maneira de agir. Eles ainda esperaram para assaltar em um momento oportuno, já que a loja havia acabado de ser reabastecida.

— O que chamou atenção foi a maneira como os criminosos agiram. Um dos assaltantes entrou com uma roupa e bolsa do Ifood, pediu informação sobre uma ração específica, quando na verdade queria analisar o interior da loja. Depois de um tempo, voltaram para praticar o delito – explica Bruna.

Na segunda-feira (10), foi a vez da ação de dois bandidos por volta de 22h15 que invadirem o primeiro andar do prédio comercial localizado na Estrada do Galeão, 2.775. As câmeras de segurança mostram que eles entraram pela porta de frente, que não apresentou sinais de arrombamento. Ao chegar no segundo andar, abriram salas comerciais e furtaram o que viram de valor pela frente. Uma das salas furtadas foi a do médico Gustavo Vaitsman, onde os criminosos arrombaram a porta e levaram dois notebooks de última geração. O prejuízo foi avaliado em cerca de R$ 10 mil.

— É a primeira vez em nove anos que isso ocorre. Em um momento como esse, acaba sendo um prejuízo que não estava contando. A sorte foi que o alarme da sala disparou e provavelmente se assustaram com isso – afirma Gustavo.

De acordo com o delegado da 37ª DP, Marcus de Henrique, aparentemente os autores dos delitos são diferentes. Ele disse que a delegacia está investigando os casos e solicitou oficialmente acesso às câmeras de segurança para ajudar na apuração. Policiais Civis também estiveram nos dois locais para conversar com as vítimas e obter mais informações. Procurado, o comandante do 17°BPM, não se posicionou até o fim desta edição.